quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Setembro/17 - Acompanhamento de Carteira

Olá pessoal.

Demorou, mas saiu meu post de fechamento. O mês de setembro passou tão rápido que levou um pedaço de outubro. No geral, mais um mês feliz e um resultado bom.

Avancei mais um degrau para a IF

Como dito em meu post de compras (clique aqui), foi mais um mês onde diversifiquei a carteira. Comprei mais Ações, FIIs, Renda Fixa e Tesouro Direto. E vamos às contas!


Carteira


Aumentei minha posição em WEGE. Minha carteira de ações é esta:


Aumentei minhas posições em RNGO e adicionei mais um FII na minha carteira: a MXRF11. A carteira de FIIs agora é esta:
 

Comprei mais Tesouro IPCA+ 2035 (NTNB Princ). A carteira segue assim:


Mais uma novidade na carteira de Renda Fixa, que aumentou mais: CDB BMG S.A. 6,25% + IPCA. A carteira de RF agora é esta:


Rendimento


Mais um rendimento positivo! Os números são estes:


A diversificação é esta:


Meu patrimônio cresceu 3,40%, rendendo mais um passo no meu caminho para a IF. Muito bom! A evolução do meu patrimônio investido segue assim:



Conclusões


A carteira de ações teve um resultado positivo muito bom. Valorização consistente, rumo ao topo histórico da Bovespa. A valorização de 2,25% não foi tão boa quando ao Ibovespa (que foi 4,88%, fonte), mas me deixou contente. Agora em outubro a lista de compras recomeça, as candidatas são ABEV e CIEL.

Minha carteira de FIIs teve um tombo forte, de -5,52%. O IFIX teve alta de 6,57%, o que aumentou ainda mais meu revés. Em compensação, minha renda passiva de FIIs aumentou 15%. Renda passiva é o objetivo desta minha carteira. Inicialmente, penso em FFCI11 para outubro.

A carteira de TD cresceu 1,40%. Sigo com uma posição boa nesta carteira.

A carteira de Renda Fixa se valorizou apenas 0,60%. Reflexo os juros baixos e da inflação controlada. Se levar isto em consideração, bate menos saudades dos tempos de rendimentos acima de 1%.

O rendimento global foi 0,96%. À medida que a carteira cresce, sei que este número tende a não se manter tão grande quanto o que era antes. Mas tive uma desaceleração de crescimento e espero que este número volte a ficar acima de 1%. Mas, como o gráfico da minha evolução patrimonial mostra, continuo crescendo!

Semana que vem já tem aporte! Segue o jogo!

Abraço!

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Setembro/17 - Compras de Setembro

Olá pessoal.

Mais um mês, mais um aporte! Vamos acumulando todo mês para no futuro ter um patrimônio que sustente minha IF.

Continuo fazendo minha carteira de FII crescer. Tenho mais uma novidade:
Novo fundo na minha carteira - MXRF11

Mais aportes em renda fixa, FIIs, ações e Tesouro Direto. E vamos aos aportes!


Compras


Neste mês comprei o seguinte:
  • WEGE3
  • MXRF11
  • RNGO11
  • CDB BMG S.A. 6,25% + IPCA 1826 dias
  • Tesouro IPCA+ 2035 (NTNB Princ)

Comprei mais WEGE. Estava na lista de compras, seguindo meu rodízio de compras de ações da minha carteira (carteira aqui). Está na minha carteira porque é uma empresa boa. Continua boa, lucro bom, dívida baixa, bem administrada e merece meu dinheiro. 

No entanto, pulei novamente a compra de TOTS. Espero comprar esta empresa novamente na próxima rodada de compras, quando chegar a vez dela.

Estou aproveitando a alta da bolsa para ir mais devagar nas minhas compras de ações e aumentar minha carteira de FIIs. Neste mês reforcei minha posição em RNGO11, que estava com um desconto interessante. 

Além disto, aumentei minha carteira comprando MXRF11. É um fundo interessante, que já traz uma boa diversificação dentro dele (CRIs, FIIs, imóveis e outros investimentos). Vamos ver no que vai dar.

Comprei também mais um CDB. Paga menos que os outros que já comprei do BMG, mas era o que tinha de melhor para eu comprar.

Coloquei o que sobrou no Tesouro IPCA. Quase nada, mas melhor do que ficar parado na corretora.

É provável que no mês que vem compre FFCI11 e reforce HGLG11 ou RBRD11. Nas ações, volto para o topo da minha lista de compras, com a vez da ABEV3.

Estou esperando o fim de semana para fazer o fechamento mensal. Acho que vai ser bom!

Abraço!

domingo, 3 de setembro de 2017

Agosto/17 - Acompanhamento de Carteira

Olá pessoal.

"Agosto, mês do desgosto"??? Não para mim!!! E não para muitos outros blogueiros da finansfera, pelo que pude ler por aí. Chego a mais um fechamento e já dou um spoiler logo no início do texto: meu mês foi muito bom e minha meta anual foi batida. 
Meta anual alcançada: missão dada é missão cumprida!!!

Caso não tenha visto ainda, descrevi minhas compras de Agosto no post de compras (clique aqui). Igual ao mês passado, consegui distribuir aportes em todas as carteiras (Ações, FIIs, Renda Fixa, Tesouro Direto). E vamos seguindo rumo à Independência Financeira!


Carteira


Aumentei minha posição em MDIA. Minha carteira de ações continua esta:



Aumentei minhas posições em MFII (subscrição) e FIIP11B. Adicionei mas um FII na carteira de FIIs, o GGRC11:


Aumentei minha posição em Tesouro IPCA+ 2024 (NTNB Princ) na carteira de TD. A carteira é esta:


Mais novidade na minha carteira de renda fixa: LC Estrela Mineira 119% CDI  1080 dias. A carteira está assim:


Rendimento


Mais um mês no positivo! Rumo ao patrimônio que vai me gerar a IF:


Minha carteira está diversificada da seguinte maneira:


Meu patrimônio aumentou 4,64% neste mês. Foi ainda melhor do que o mês passado (cliquei aqui). Deixei minha meta anual para trás, ainda quase no meio do ano.  Minha evolução patrimonial ficou assim:


 

Conclusões


Minha carteira de ações me enche de alegria. Valorizou-se 3,06%. Foi menos que o Ibovespa (que subiu impressionantes 7,46%, fonte), mas minha "briga" é com o tempo e não com o Ibov. Sigo feliz! Meus proventos vieram bem gordos neste mês e fizeram minha renda passiva bombar.

A carteira de FIIs subiu 0,41%. Na verdade, esta subida foi porque comprei MFII a R$ 106,00 na subscrição e computei na carteira seu valor de mercado (115 reais). Senão, minha rentabilidade seria levemente negativa. Nesta hora deu vontade de ter exercido completamente a subscrição, mesmo que minha carteira ficasse completamente desequilibrada. Mas vamos em frente!

Coloquei mais um FII na minha carteira. Foi uma análise consciente e espero que ele diversifique minha carteira, aumente meu patrimônio, meus rendimentos (principalmente) e me ajude no caminho para a IF. Por falar nisso, meus rendimentos de FIIs subiram  5,84% com relação ao mês passado.

A carteira de TD se valorizou 1,19%. Seguirei até o fim, torcendo para o Brasil não quebrar até lá.

A carteira de renda fixa se valorizou 0,80%. Nada mal para "inflação baixa" e "juros baixos". Sigo aportando.

Minha carteira teve valorização global de 1,69%. Para uma carteira diversificada, com boa parte em renda fixa, sigo satisfeito. Sigo ainda mais satisfeito por ter quebrado minha meta anual de patrimônio investido. Era uma meta ambiciosa e foi batida com muita disciplina e foco no objetivo.

Neste mês de setembro provavelmente aumentarei o número de FIIs na minha carteira. Tudo indica que entrará MXRF11 ou KNCR11. Talvez FFCI11 entre também. Vamos "dar um up" nesta renda passiva!

Como foi seu mês? O que planeja para o próximo?

Abraço!


sexta-feira, 25 de agosto de 2017

Agosto/17 - Compras de Agosto

Olá pessoal.

Chegou a hora de aumentar o patrimônio. Todo mês espero ansiosamente por este momento. Felizmente consegui fazer mais um bom aporte e sei que meu fechamento no final do mês vai me deixar contente.

Neste mês tem novidade na carteira de FIIs: entrou para o time a GGRC11.

Seja muito bem-vinda!!!

Mais um mês com um "aporte geral" na carteira: ações, FIIs, renda fixa e Tesouro Direto. Diversificando e aumentando o bolo financeiro. Então, vamos aos aportes!


Compras


Comprei os seguintes ativos neste mês de agosto:
  • MDIA3
  • MFII11
  • GGRC11
  • FIIP11B
  • LC Estrela Mineira 119% CDI  1080 dias
  • Tesouro IPCA+ 2024 (NTNB Princ)

A compra de MDIA3 foi feita seguindo o rodízio mensal da carteira (a carteira está aqui). Comprei porque era a próxima da lista, simples assim. Sempre dou uma conferida nos fundamentos das empresas antes de comprar e eu continuo muito satisfeito com MDIA. A próxima da lista é a TOTS, com a qual eu já fui mais satisfeito, e talvez eu não faça esta compra. Depois dela vem WEGE, que é compra certa.

Como estou querendo aumentar minha carteira de FIIs, neste mês fiz um aporte considerável nela. Exerci a subscrição de MFII11. Exerci só a metade do que eu tinha direito, pois se eu exercesse tudo a minha carteira iria ficar mais carregada ainda deste ativo (mais de 30% seria MFII) e consumiria quase todo meu aporte. 

A novidade nesta carteira foi a compra de GGRC11. Este fundo investe em imóveis comerciais, prioritariamente nos segmentos industrial e logístico, com a finalidade de locação atípica (built to suit, retrofit ou sale and leaseback) ou venda. Estou contente com a diversificação de imóveis e inquilinos, bem como com os resultados que vem apresentando. O preço poderia estar melhor, mas ainda considero uma compra promissora para rendimentos. Deve fechar a minha lista de FIIs "Logística".

Ainda na minha carteira de FIIs, fechei as compras com FIIP11B. Já fazia parte da minha carteira e resolvi reforçar sua participação. Então, meu setor de Logística foi bem representado no aporte deste mês.

Quase comprei MXRF11 ou KNCR11. Só não comprei para evitar ficar com 13 FIIs na carteira, rs. Já faz um tempo que não gosto deste número.  Foi um critério nada técnico, completamente questionável, que eu nem sabia que fazia parte da minha "análise de viabilidade" para compras.

Na renda fixa, comprei uma LC da Estrela Mineira. É uma instituição que teve lucro nos últimos balanços (clique aqui) e tem uma LC que me agradou. Então, foi mais um reforço na renda fixa sem liquidez, buscando melhores taxas.

Para balancear a falta de liquidez da minha renda fixa, comprei Tesouro IPCA+ 2024 (NTNB Principal).

Vou para o fechamento (no fim do mês) contente com os meus rendimentos e renda passiva. Espero bater minha meta anual agora em agosto. Vai ser o resultado de muita disciplina para juntar dinheiro e investir, abrindo mão de várias "coisas mundanas" que eu poderia consumir agora.

O que achou das compras? Alguma preferência entre MXRF11 ou KNCR11?

Abraço!

sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Julho/17 - Acompanhamento de Carteira


Olá pessoal.

Fechamento do mês chegando novamente neste blog. Foi um mês muito bom para mim. Bom aporte, bom rendimento, tudo ótimo na vida pessoal. Sigo para o futuro partindo de um presente muito bom!

No blog parece fácil conseguir aumentar meu patrimônio. Só parece...


Descrevi minhas compras no post de compras (clique aqui). Fiz aportes em toda as carteiras (Ações, FIIs, Renda Fixa, Tesouro Direto). Vamos aumentando a bola de neve financeira, buscando a meta anual.


Carteira


Aumentei minhas posições em BBDC4 e VIVT3. Minha carteira continua esta:


Aumentei minhas posições em MFII11 e VRTA11 (subscrição). Minha carteira é esta:


Aumentei minha quantidade de Tesouro IPCA+ 2024 (NTNB Princ). Tenho o seguinte na carteira de TD:

Minha carteira de Renda Fixa teve compra de CDB BMG S.A. 7,4% + IPCA. Ficou assim:



Rendimento


Meu rendimento neste mês fechou positivo:


Minha carteira está diversificada da seguinte maneira:


Neste mês meu patrimônio voltou a subir com mais vigor. Tive um aumento patrimonial de 4,21%. Estou muito perto de alcançar minha meta anual, mesmo faltando 5 fechamentos para o fim do ano. A evolução patrimonial está assim:



Conclusões


Minha carteira de ações resolveu reverter a queda do mês passado e me empolgar novamente. Subiu 2,89%. Como índice para comparação, o Ibovespa subiu 4,80% (fonte). Não quero ganhar do Ibov, quero chegar na Independência Financeira. Então estou muito contente, pois resultados positivos me levam ao meu objetivo. As próximas candidatas para compras do mês de agosto são MDIA, TOTS e WEGE.

Minha carteira de FIIs decepcionou um pouco. Tive um tombo de 1,57%. Faz parte. Nesta carteira o que mais me interessa é que meus rendimentos subiram 13,52% (estou comprando mais FIIs). Renda passiva subindo!

A carteira de TD subiu espetaculares 2,44%. Contudo, não tenho intenção de vender nada nesta carteira. Vão comigo até o vencimento.

A carteira de Renda Fixa rendeu 0,69%. Já é alguma coisa, rs.

Tive um rendimento expressivo de 1,97% na carteira global. Fiquei muito satisfeito! Se conseguir manter números assim, minha IF chega mais rápido!

Estou tendo dificuldades para achar oportunidades na carteira de FIIs. Pelo visto, vou fazer subscrições de MFII11. Vamos ver o que mais consigo achar de bom para comprar. Se tiver uma sugestão, por favor escreva nos comentários. Se não tiver sugestões, escreva também =)

Abraço!

domingo, 23 de julho de 2017

Julho/17 - Compras de Julho

Olá pessoal.

Mais aportes chegando, mais um pouco para fazer o montante crescer e turbinar os juros sobre juros. Por enquanto, os aportes tem tido papel muito importante na minha evolução patrimonial. Espero ansiosamente o dia no qual o efeito exponencial dos juros seja muito mais importante que o aporte.

Esperando os Fantásticos Juros Compostos


Neste mês continuei reforçando a renda fixa e equilibrando com renda variável (ou o contrário, rs). Vamos aos aportes!!!


Compras


Neste mês de julho, minhas compras foram estas:
  • BBDC4
  • VIVT3
  • MFII11
  • VRTA11
  • CDB BMG S.A. 7,4% + IPCA 1826 dias
  • Tesouro IPCA+ 2024 (NTNB Princ)

Ok, alguns dirão que faltou criatividade, rs. Comprei quase a mesma coisa que no mês passado (clique aqui). Foi o que mais casou com minha estratégia.

Nas ações, segui meu rodízio mensal de carteira (a carteira está aqui). Conforme eu já disse, todo mês eu coloco a mesma quantidade de dinheiro nas ações que são as próximas na minha lista de compras. Ou seja, se meu valor para compra mensal de ação/FII é X reais, neste mês coloquei X em BBDC4 e X em VIVT3. Seguindo a carteira, mês que vem as candidatas a compras são MDIA e TOTS.

Fiz subscrição de VRTA11, por isto listei aqui como compra. Já MFII11 foi o que achei de melhor nos FIIs para este mês. Estes fundos vão ter que ficar fora das próximas compras, pois acumulei um valor que desbalanceou minha jovem carteira de FIIs. 

Na renda fixa, o melhor que tive acesso foi o CDB do BMG. Novamente tive que dispensar CDB do banco Fibra por causa de seu histórico de resultados financeiros ruins (fonte). Dispensei também LC e CDB para os quais meu aporte não era suficiente (análise bem fácil, rs). Sobrou BMG e comprei novamente.

O que sobrou do aporte da renda fixa eu coloquei em Tesouro Direto. Não foi o suficiente para amenizar o que "imobilizei" no CDB, mas minha reserva de emergência me permite abrir mão de liquidez em busca de taxas maiores.

Agora é relaxar e continuar torcendo para que os políticos não nos @#$#&¨%* de vez. Se bem que para quem mora no RJ, acho que está difícil ficar pior (boa sorte para quem mora lá!!!).

Abraço!

terça-feira, 4 de julho de 2017

Junho/17 - Acompanhamento de Carteira

Olá pessoal.

Mês de junho passou e agora é hora de fazer contas e ver como anda a maratona para a Independência Financeira. Comprei bastante este mês (post de compras aqui), reforçando a diversificação e seguindo adiante.

Diversificação - receita para manter a sanidade em tempos de crise

Vamos ver como anda a carteira!


Carteira


Na carteira de ações, comprei mais  EGIE3 e BBSE3. A composição da minha carteira continua igual:

Na carteira de FIIs, comprei mais VRTA11 e MFII11. Esta carteira também não tem novidades:


Na carteira de TD, comprei mais Tesouro IPCA+ 2024 (NTNB Princ). A carteira continua assim:


Na carteira de Renda Fixa, tive alterações. Saída de LCI, entrada de 2 CDBs:


Rendimento


A tabela de rendimentos ficou assim:


A diversificação está assim:


O patrimônio subiu pela força do aporte. Consegui um aumento patrimonial de 2,33%, o que é bastante relevante e me coloca mais perto da minha meta anual.


Conclusões


Minha carteira de ações acabou cedendo e se retraiu em 1,57% no seu valor de mercado. Mas está tudo bem. Como diria o Bastter, se a "renda variável" só variasse para cima, se chamaria "renda variável que só varia para cima", rs. Neste mês eu fique atrás do Ibovespa, o qual subiu 0,30% (fonte). Em julho as próximas candidatas a compras são BBDC4 e VIVT3.

Acompanhando a queda da bolsa, minha carteira de FIIs se desvalorizou 0,48%. Não foi de todo mal, pois meus dividendos nesta carteira subiram 0,70%, mesmo com alguns deles diminuindo a distribuição por cota. Vamos em frente!

Minha carteira de TD subiu 0,59%, ajudando a segurar as perdas da renda variável. Viva a diversificação!

Minha carteira de renda fixa se valorizou 0,80% e também ajudou a diminuir o estrago da renda variável. Sigo usando esta carteira para equilibrar as compras da renda variável, apesar de saber que a liquidez do patrimônio fica um pouco comprometida cada vez que compro outro CDB.

Apesar do meu patrimônio ter subido 2,33%, meu rendimento foi quase nulo, levemente negativo em 0,19%. Isso faz parte do caminho de quem tem boa parte da carteira em renda variável. Agora é pensar no aporte do mês de julho e esperar um resultado melhor. Estou cada vez mais próximo da minha meta anual, o que me deixa muito animado!

Bons investimentos!
Abraços!